sábado, 8 de outubro de 2016

CASTELO DE PILLNITZ / DRESDEN / ALEMANHA - Reunindo arquitetura, museu e jardinagem, inserido na paisagem pitoresca da região do Elba




LINHA DO TEMPO DO "CASTELO DE PILLNITZ" / DRESDEN / ALEMANHA
A residência de verão da casa real da Saxônia é um conjunto pouco usual que reúne arquitetura e jardinagem, inserido na paisagem pitoresca da região do Elba. Sob a influência da moda do Extremo Oriente, foram construídos, no começo do século XVIII, palácios à beira da água e nas montanhas. A principal atração do vasto parque, que foi criado segundo as mais estritas formas do barroco, mas também como jardim paisagístico inglês, é uma camélia com mais de 200 anos. No castelo encontram-se o museu de tapeçaria e o museu do castelo no Novo Palácio.
O PEQUENO CASTELO DE PILLNITZ, QUE HOJE PERTENCE À CIDADE DE DRESDEN, NA ALEMANHA, IMPRESSIONA PELO CONJUNTO FORMADO PELA SUA LOCALIZAÇÃO ROMÂNTICA ENTRE O ELBA E OS VINHEDOS, UM PARQUE IDÍLICO E TRÊS EDIFICAÇÕES DE EXTREMA ORIGINALIDADE.
EM PILLNITZ, UM VILAREJO DA SAXÔNIA QUE É HOJE UM BAIRRO DE DRESDEN, O CASTELO E O PARQUE DE PILLNITZ FICAM DIRETAMENTE JUNTO AO ELBA.
NO FINAL DO SÉCULO XVII, A PROPRIEDADE DE PILLNITZ FOI DADA AO PRÍNCIPE JOHANN GEORG IV EM TROCA DO CASTELO DE LICHTENWALD.
APÓS A SÚBITA MORTE DO PRÍNCIPE, PILLNITZ FOI HERDADO POR SEU IRMÃO, FREDERICO AUGUSTO, QUE O PRESENTEOU À SUA AMANTE, ANNA CONSTANTINA VON COSEL, EM 1706. EM 1716, A CONDESSA DE COSEL CAIU EM DESGRAÇA E FOI BANIDA DA CORTE, DEIXANDO PILLNITZ NOVAMENTE EM POSSE DO PRÍNCIPE.
NO LADO VOLTADO PARA O LADO SUPERIOR DO PARQUE, ESSE PALÁCIO À BEIRA DAS ÁGUAS É COMPLEMENTADO POR SEU IRMÃO, O "BERGPALAIS", OU "PALÁCIO DA MONTANHA".
OS DOIS PALÁCIOS FORAM CONSTRUÍDOS EM UM MISTO DE BARROCO TARDIO E "CHINOISERIE", ESTIO INFLUENCIADO PELA ARTE CHINESA. OS DOIS PALÁCIOS COM CHARME ASIÁTICO FLANQUEIAM O NOVO PALÁCIO, CONSTRUÍDO PELO ARQUITETO CHRISTIAN FRIEDRICH SCHURICHT.






fonte / fotos - Wikipédia / Thymonthy Becker / viajeaqui.abril.com.br / Divulgação / 

LUMIAR / NOVA FRIBURGO / RIO DE JANEIRO - Preferido dos casais que buscam sossego nas montanhas em chalés aconchegantes com lareira, diante de uma natureza exuberante da região serrana do Rio de Janeiro




LINHA DO TEMPO DO DISTRITO DE "LUMIAR" / NOVA FRIBURGO / RIO DE JANEIRO / BRASIL
ENCONTRO DOS RIOS MACAÉ E BONITO
Lumiar, distrito de Nova Friburgo, na Serra Fluminense, é procurado por casais que buscam sossego nas montanhas. As hospedagens, em sua maioria chalés aconchegantes com lareira, concentram-se nos arredores da vila e em São Pedro da Serra, a 5 km de distância.

Lumiar abriga cachoeiras e atrações naturais, como o encontro dos rios Macaé e Bonito. Mas a gastronomia está melhor representada em São Pedro, ao redor da estreita Rua Rodrigues Alves.
QUANDO SE ESTA NO NORTE DO PAÍS FICA FÁCIL PARA OS AMAZONENSES CONHECER AS BELEZAS NATURAIS QUE HÁ POR LÁ. JÁ O CARIOCA, TERÁ QUE VIAJAR BASTANTE PARA VER AQUELA BELEZA TODA. EM CONTRA PARTIDA, OS AMAZONENSES TERÃO QUE VIAJAR UM “BOCADO” PARA CONHECER UMA MARAVILHA QUE EXISTE NO RIO DE JANEIRO, BEM PERTO DA CAPITAL. MAS VALERÁ A PENA.
ESTOU FALANDO DA REGIÃO DE LUMIAR, NO RIO DE JANEIRO. ALÉM DE MUITAS CACHOEIRAS, TRILHAS, VOCÊ TERÁ AOS SEUS PÉS A EXUBERANTE MATA ATLÂNTICA, TOTALMENTE PRESERVADA.
Uma viagem Repleta de Belezas Naturais e Muita Luz. Lumiar fica localizada na região serrana do Rio de Janeiro.
Lumiar significa “Toda a Luz do Universo”
O mais interessante e motivador para visitar Lumiar é que no local é possível encontrar pessoas que vivem o lema que define o estado de espírito em busca de uma vida simples, repleta de natureza e luz. Lá você sente que os moradores trabalham e tem seus negócios voltados a arte, a espiritualidade e vida saudável e que querem compartilhar com os visitantes essa ideia.
foto - Osmar Castro
A natureza em Lumiar é exuberante! Você pode desfrutar dela através de passeios à pé, caminhadas ecológicas, esportes radicais, passeios de jipe e passeios à cavalo.


De carro ou de ônibus, de terminal rodoviário de Nova Friburgo, pela RJ 142, chega-se às bucólicas e tranquilas vilas de Lumiar e São Pedro da Serra, distantes cerca de 35 km do centro do município de Nova Friburgo, RJ. Lumiar e São Pedro da Serra estão localizados na Serra Fluminense a aproximadamente 700 metros de altitude, os 5º e 7º distritos respectivamente.
A altitude explica a temperatura mais agradável no verão e o frio mais intenso no inverno. Situam-se em área de Mata Atlântica na Reserva Florestal de Macaé de Cima, onde nasce o rio Macaé, que gerou nome ao município de Macaé. Área florestal contínua de 7 mil hectares da Serra do Mar, a 100 km da cidade do Rio de Janeiro, tem altitude entre 880 a 1.720 m. Grande parte desta reserva florestal se localiza na bacia hidrográfica do rio Macaé e seu afluente rio das Flores, cujos vales apresentam uma altitude média de 1.100 m. Este rio nos propicia o surgimento de grande parte das cachoeiras da região através dos vários declives nele localizados. Assim, a tranquilidade das vilas da região de colonização suíça, o clima agradável, as matas e as cachoeiras são os maiores atrativos destes dois lugarejos.
A reserva de Macaé de Cima conserva intocada beleza selvagem de mata atlântica. Entre rios, árvores gigantescas, palmeiras, cipós e delicados arbustos, florescem orquídeas e bromélias, e é onde se encontra uma variada Fauna, de macacos, tamanduás, cotias e esquilos. A Reserva tem cerca de 4.699 espécies animais e vegetais, sendo 19 exclusivas da própria reserva. O clima regional é do tipo superúmido, e a temperatura média anual é de 17,9°C, sendo janeiro, fevereiro e março os meses mais quentes, e junho, julho e agosto os meses mais frios.
A região surgiu da ocupação pelos imigrantes das margens do rio Macaé e seus afluentes. Lumiar era uma fazenda do nobre francês Felipe de Roure, que deu este nome por causa da vila em que nasceu sua esposa Michaella d'Abreu, em Portugal.
Lumiar e São Pedro da Serra são duas vilas que se completam oferecendo ao visitante inúmeras opções de lazer. De beleza natural impressionante, com ambiente florestal intocado, são dotadas de inúmeras belezas naturais, como as corredeiras do Rio Macaé, o Encontro dos Rios, a Pedra Riscada e extensas regiões de Mata Atlântica preservada. Piscinas naturais, mais de 30 trilhas para serem percorridas de jipe, moto, bicicleta ou a pé, oferecendo ao visitante esportes de canoagem, Mountain baik, trekking e escalada.
De dia, caminhadas por vales e montanhas e passeios ecológicos, banhos de rio, passeios de jipe ou o rafting no rio Macaé. À noite, Lumiar e São Pedro da Serra, oferecem animada vida noturna, especialmente nos fins de semanas. Restaurantes simples e charmosos, boa música, ruas de uma típica vila do interior, com lojinhas de artesanato. O Bar do Vovô é onde se tem as melhores informações sobre a região. No centro de Lumiar, na praça Carlos Maria Marchon, há o antigo chalé da família De Roure, adquirido posteriormente por Carlos Maria Marchon seguido de Eugênio Guilherme Spitz, hoje um espaço comercial, de artesanato, bares e restaurantes.
Próxima à praça encontra-se o a Igreja de São Sebastião, padroeiro de Lumiar, construída em 1901. O artesanato feito nos ateliês e os restaurantes e bares, com música ao vivo, tem famosos fondues e chocolates, além da truta, peixe dos rios da região. São também imperdíveis as tradicionais festas da região, como as Festas de São Sebastião, em janeiro, a tradicional Festa de São Pedro em junho e em julho a Festa da Vila Mozer. O Campeonato de Canoagem em setembro ou as Festas do Aniversário de Lumiar, em 10 de outubro.
As cachoeiras e trilhas são imperdíveis: o Encontro dos Rios Macaé e Bonito; o Poço do Alemão; a Pedra Riscada, melhor caminhada da região, a 1.348m de altitude; o Poço Verde, de águas transparentes, numa clareira circundada por densa vegetação; a Toca da Onça, uma enorme piscina natural de aproximadamente 6 metros de profundidade; a Cachoeira Branca, cercada pela mata atlântica, com muitos poços para mergulhos; a Cachoeira da Boa Vista (Indiana Jones), canyon estreito com pedras formando um escorrega natural; outras cachoeiras, como o Poço Belo e São José.
As trilhas de nível médio têm aproximadamente percurso de 9Km em estradas de terra passando por lugarejos, riachos e nascentes, como São Pedro-Bocaina-Benfica; São Pedro-Boa Esperança-Lumiar;São Pedro-Lumiar-Amargoso. São Pedro da Serra dista 5 km de Lumiar, tem seu nome em homenagem ao Imperador D. Pedro I, feita por colonos alemães que chegaram durante seu reinado. Ali foi construído o primeiro templo católico do município. De linhas simples, edificada em uma elevação da vila, em junho ocorre a tradicional festa para o padroeiro, movimentando toda a região.
A praça João Heringer e a Rua Rodrigues Alves são o ponto central de São Pedro da Serra, onde tudo acontece. A tranquilidade das vilas da região de colonização suíça e alemã, o clima agradável, as matas e as cachoeiras são os ingredientes mais que atrativos para nos levar a estes dois lugarejos. Lumiar é vizinha ao Distrito de São Pedro da Serra, e também a outros povoados e localidades, tais como Boa Esperança, Toca da Onça, Galdinópolis, Rio Bonito, Cascata, São Romão e Santa Luzia que fazem parte do seu circuito eco-turístico, além da belíssima Área de Proteção Ambiental de Macaé de Cima.
Após a pavimentação da rodovia RJ-142, no final de 2006, Lumiar tornou-se um dos principais pontos de passagem entre Nova Friburgo e a Região dos Lagos. A estrada Serramar ou RJ-142, permite chegar rapidamente à região Litorânea, reduzindo em 108 km o percurso por Niterói, Manilha e Cachoeiras de Macacu. Esse percurso ecológico começa em Teresópolis, passa por Nova Friburgo, Mury, Lumiar, São Pedro da Serra e segue até Casimiro de Abreu, Rio das Ostras, Macaé, Barra de São João, Búzios, Arraial do Cabo e Cabo Frio. No alto da serra começa a estrada, que passa por montanhas de clima europeu e rios cristalinos, chegando ao mar azul da Região dos Lagos, conectando dois extremos de beleza natural –a montanha e o mar – numa das mais belas regiões do estado do Rio de Janeiro. O asfaltamento da estrada não seguiu o documento Carta de Lumiar redigido pelas lideranças comunitárias em 2002, o qual defendia a construção de uma Estrada-Parque.
POUSADA PARADOR LUMIAR
Quando o céu está limpo, as estrelas podem ser vistas aos montes da varanda dos quartos - na verdade, 13 casinhas junto ao lago. Na construção principal, o restaurante da pousada também esbanja vista panorâmica para a serra. Voltada para medidas sustentáveis, a pousada faz compostagem do lixo, aproveita energia solar e trata a 80% da água utilizada.
Localizado a 160 Km do Rio de Janeiro, na região serrana de Nova Friburgo e a apenas 400 km de SP, o Parador Lumiar possui 13 chalés espalhados por um terreno onde correm rios de águas cristalinas




AQUI VOCÊ PODERÁ PRATICAR O ECOTURISMO, COM TODA INFRAESTRUTURA OFERECIDA AOS VISITANTES.
RAPEL, TRILHAS E MUITAS OUTRAS AVENTURAS, QUE COM CERTEZA FARÁ VOCÊ VOLTAR A ESTE PARAÍSO.
SE O RIO DE JANEIRO É LINDO, LUMIAR É IGUALMENTE BELA.


fonte/fotos - Wikipédia / Thymonthy Becker / viajeaqui.abril.com.br / Divulgação / 


CIDADES COM ARQUITETURAS MAIS BONITAS DO MUNDO - Conheça as 13 primeiras. Miami nos Estados Unidos (USA) lidera




LINHA DO TEMPO DAS "CIDADES COM ARQUITETURA MAIS BONITAS DO MUNDO" / WORLD
Segundo publicação feita no site terra.com.br estas são as 13 cidades mais bonitas do mundo em termos de Arquitetura
1. MIAMI / ESTADOS UNIDOS:
ALÉM DE BELAS PRAIAS COM CLIMA BOM O ANO INTEIRO, MIAMI TEM A MAIOR COLEÇÃO DE ARQUITETURA ART DÉCO DO MUNDO. OS PRÉDIOS PODEM SER ENCONTRADOS EM SOUTH BEACH E, PRINCIPALMENTE, NO DISTRITO HISTÓRICO DO CENTRO DA CIDADE, ÁREA TRANSFORMADA EM DESTINO TURÍSTICO COM PRÉDIOS INOVADORES COM PADRÕES GEOMÉTRICOS E SIMÉTRICOS E CORES PASTEL DAS DÉCADAS DE 1920 E 1930

2. MASON CITY / ESTADOS UNIDOS:
O ESTILO PRAIRIE SCHOOL MARCOU O CENTRO-OESTE DOS ESTADOS UNIDOS NO FINAL DO SÉCULO XIX E COMEÇO DE SÉCULO XX, COM LINHAS HORIZONTAIS E ENTRADAS DE LUZ NATURAL. O ARQUITETO MAIS CONHECIDO DA ÉPOCA, FRANK LLOYD WRIGHT, CONSTRUIU AS DUAS PRIMEIRAS CASAS PRAIRIE SCHOOL DA PEQUENA CIDADE DE MASON CITY EM 1908 E 1909, DANDO INÍCIO A UMA COLEÇÃO QUE CONTA HOJE COM MAIS DE 32 EDIFÍCIOS

3. TEL AVIV / ISRAEL:
CONHECIDA POR SER UMA CIDADE VIBRANTE E DIVERTIDA, COM UMA BELA ARQUITETURA RECONHECIDA COMO PATRIMÔNIO MUNDIAL DA UNESCO, TEL AVIV CONTA COM MAIS DE 4 MIL EDIFÍCIOS CONSTRUÍDOS NOS ANOS 1930 E 1940, PARA ACOMODAR O GRANDE FLUXO DE JUDEUS VIAJANDO DESDE A EUROPA. MUITOS ARQUITETOS TREINADOS NO ESTILO ALEMÃO BAUHAUS INTEGRARAM O CONCEITO, MODERNO E ECONÔMICO, DANDO UM CHARME ESPECIAL À ESTA CIDADE DO MEDITERRÂNEO

4. SEATTLE / ESTADOS UNIDOS:
O MOVIMENTO ESTÉTICO ARTS AND CRAFTS (ARTES E OFÍCIOS) NASCEU NA INGLATERRA NO SÉCULO XIX, IMPRIMINDO EM MÓVEIS E CASAS UM ESTILO ARTÍSTICO, VALORIZANDO A HABILIDADE DOS ARTESÃOS. O MOVIMENTO FOI RETOMADO NOS ESTADOS UNIDOS NO COMEÇO DO SÉCULO XX, NO QUE FICOU CONHECIDO COMO O AMERICAN ARTS AND CRAFTS. OS MELHORES EXEMPLOS DESTA ARQUITETURA PODEM SER ENCONTRADOS NA CIDADE DE SEATTLE, NO ESTADO AMERICANO DE WASHINGTON, PRINCIPALMENTE NO BAIRRO DE QUEEN ANNE

5. CHANDIGARH / ÍNDIA:
O ARQUITETO FRANCO-SUÍÇO LE CORBUSIER FOI UM GRANDE INOVADOR DO COMEÇO DO SÉCULO XX, QUE DEIXOU SUA MARCA E INFLUÊNCIA ATÉ HOJE. PIONEIRO DA ARQUITETURA MODERNA, LE CORBUSIER FOI CONTRATADO EM 1951 PARA REALIZAR O PROJETO DA NOVA CIDADE DE CHANDIGARH, NO NORTE DA ÍNDIA, QUE REÚNE HOJE A MAIOR CONCENTRAÇÃO DE SUAS OBRAS

6. FLORENÇA / ITÁLIA:
É IMPOSSÍVEL NÃO SE ADMIRAR PELA ARQUITETURA DO RENASCIMENTO EM FLORENÇA, BERÇO DO MOVIMENTO NO SÉCULO XIV. AS ESTRUTURAS SIMÉTRICAS, COM COLUNAS ELEGANTES MARCAM O ESTILO DESTA CIDADE ÚNICA. A BASÍLICA DE SANTA MARIA NOVELLA, E O DUOMO DE FLORENÇA SÃO ALGUNS DOS MAIS BELOS EXEMPLOS DA ARQUITETURA RENASCENTISTA DA CIDADE

7. BARCELONA / ESPANHA:
NO COMEÇO DO SÉCULO XIX, O ARQUITETO CATALÃO ANTONIO GAUDÍ PASSOU A DEIXAR SUA MARCA EM BARCELONA, CIDADE QUE AMAVA. HOJE, OBRAS COMO A SAGRADA FAMÍLIA, O PRÉDIO DE LA PEDRERA E O PARQUE GÜELL FAZEM PARTE DO ESTILO DA CAPITAL CATALÃ. O ESTILO ART NOUVEAU DE GAUDÍ, COM MOSAICOS COLORIDOS E FORMAS ONDULADAS, CAIU COMO UMA LUVA PARA O ASTRAL MEDITERRÂNEO E DESCOLADO DE BARCELONA

8. ISTAMBUL / TURQUIA:
FAMOSA PELO ENCONTRO DE CULTURAS E ÚNICA CIDADE A SE ENCONTRAR SOBRE DOIS CONTINENTES, ISTAMBUL MOSTRA NA SUA ARQUITETURA A HERANÇA DE SEUS DOIS IMPÉRIOS. A ARQUITETURA BIZANTINA APARECE EM MOSAICOS E DOMOS COLORIDOS E O ESTILO OTOMANO FIGURA ATRAVÉS DE MINARETES E CALIGRAFIA ISLÂMICA

9. COLUMBUS / INDIANA:
A PEQUENA CIDADE DE COLUMBUS, NO ESTADO AMERICANO DE INDIANA, TEM UMA POPULAÇÃO DE APENAS 44 MIL HABITANTES, MAS REÚNE UMA DAS MAIORES CONCENTRAÇÕES DE CONSTRUÇÕES MODERNISTAS E PÓS-MODERNISTAS DE FAMOSOS ARQUITETOS, COMO I.M. PEI, EERO SAARINEN E RICHARD MEIER. COLUMBUS DEVE ESTES ATRATIVOS AO BENFEITOR E AMANTE DE ARQUITETURA J. IRWIN MILLER, QUE LEVOU DURANTE AS DÉCADAS DE 1950 E 1960 PROJETOS PARA RENOVAR O ESTILO DA CIDADE, EM EDIFÍCIOS PÚBLICOS E EM SUAS PROPRIEDADES

10. DUBAI / EMIRADOS ÁRABES UNIDOS:
EM POUCOS ANOS, DUBAI PASSOU DE CIDADE DESCONHECIDA NO MEIO DO DESERTO A UMA DAS METRÓPOLES MAIS OPULENTAS E EXUBERANTES DO PLANETA, COM O MELHOR DA ARQUITETURA CONTEMPORÂNEA. DUBAI CONTA COM ARRANHA-CÉUS IMENSOS, EXTRAVAGANTES E ULTRA-MODERNOS, COMO BURJ KHALIFA, O MAIOR PRÉDIO DO PLANETA, COM 828 METROS DE ALTURA

11. MARRAKECH / MARROCOS:
A ARQUITETURA MOURA É ELEGANTE E CHARMOSA, COM BELOS RIADS (PALÁCIOS), MOSAICOS, ARCOS E JARDINS, ENCONTRADOS NO SEU ESTILO MAIS PURO NA CIDADE DE MARRAKECH. A MEDINA (CENTRO HISTÓRICO) DA CIDADE, CONCENTRA OS MELHORES EXEMPLOS DA ARQUITETURA MOURA DOS SÉCULOS XVI A XVII, COM MESQUITAS, MINARETES E ANTIGOS PALÁCIOS

12. OXFORD / INGLATERRA:
SITUADA NO CENTRO DA INGLATERRA, A CIDADE DE OXFORD É CONHECIDA NÃO SÓ POR SUA PRESTIGIOSA UNIVERSIDADE, MAS TAMBÉM POR SUA ARQUITETURA GÓTICA DO SÉCULO XIX. OS NUMEROSOS PRÉDIOS DA UNIVERSIDADE DE OXFORD CONTAM ENTRE OS EXEMPLOS DESTE ESTILO, COM O PRÉDIO CONHECIDO COMO RADCLIFFE CAMERA, QUE RECEBE UMA BIBLIOTECA, COMO UM DOS SEUS MAIS CLAROS EXPOENTES

13. PORTLAND / ESTADOS UNIDOS: 
MAIOR CIDADE DO ESTADO DO OREGON, NO NOROESTE DOS ESTADOS UNIDOS, PORTLAND TEM UMA DAS MAIORES CONCENTRAÇÕES DE PRÉDIOS ECOLÓGICOS DO MUNDO. ALÉM DA ARQUITETURA “VERDE”, PORTLAND OFERECE UMA ORGANIZAÇÃO URBANA PROPÍCIA PARA TURISTAS, CASAS COM ENERGIAS EFICIENTES E ESPAÇOS DE AGRICULTURA DENTRO DA CIDADE


fonte / fotos = terra.com.br / Thymonthy Becker / Divulgação /