Pular para o conteúdo principal

ARRAIAL D'AJUDA / BAHIA - Areia macia, mar calmo, cristalino, perfeito para casais, jovens e famílias. Um lugar pra chamar de seu .




LINHA DO TEMPO DE "ARRAIAL D'AJUDA" / BAHIA / BRASIL
Encontro do Rio Mucugê com o mar
ARRAIAL D'AJUDA / BAHIA / BRASIL
Se você procura um lugar para chamar de seu, um forte candidato está aqui. a areia macia e o mar calmo, cristalino e de cor deslumbrante – uma mistura de azul e verde – fazem do lugar uma combinação perfeita para casais, jovens e famílias que buscam um cenário de contemplação. a praia mais indicada é a pitinga. Com boa oferta de pousadas e charmosas barracas com espreguiçadeiras, tem sua paisagem realçada pelas imponentes falésias. aos que não abrem mão do sossego, taípe é a mais deserta e preservada do litoral. mas a vila não deixa ninguém na mão. Aos que buscam mais agitação, a Rua do Mucugê reúne bares, restaurantes, lojinhas bacanas e casas noturnas. É sempre movimentada, principalmente a partir das 16h. 
A Praia da Pitinga é versátil, no canto esquerdo ficam as barracas que garantem o movimento, do outro lado, as falésias dominam o cenário, deserto e com mar calmo
ONDE FICAR 
Na areia da praia estão os hotéis e pousadas de grande estrutura, geralmente frequentados por famílias. Há também um bom número de hospedagens ao longo da estrada que liga a balsa à Rua do Mucugê – ficar nesse trecho significa utilizar van, ônibus, carro ou táxi para ir às praias mais turísticas, como a da Pitinga e do Mucugê, e ao centrinho. Os arredores da Rua do Mucugê concentram grande parte das pousadas para casais. Em todos os lugares, os preços baixam até 50% entre março e outubro (com exceção de julho, mês de férias escolares). 
Localizado na Praia do Apaga-Fogo, o Arraial d'Ajuda Eco Resort tem uma enorme piscina em frente à praia, quadras e oferece aulas de tai chi chuan e ioga
Estrelado pelo GUIA QUATRO RODAS 2013, o Arraial ’Ajuda Eco Resort reserva acesso livre ao Arraial d’Ajuda Eco Parque, piscinas naturais, bangalôs de massagem e ainda um restaurante com vista para o Rio Buranhém. Também estrelado, o Casa Grande de São Vicente fica em uma mansão de estilo colonial, a dez minutos da praia. Lá, o café da manhã não tem hora para acabar. 
Entre os estrelados ainda estão a Pousada Beijamar, pé na areia, com quartos no meio da restinga, entre deques de madeira sobre a água; o Maitei, localizado na badalada Rua do Mucugê; e a Pousada Vila do Beco, com clima de chácara do interior e mirante que dá para as praias de Araçaípe e Pitinga. 
Praia do Rio da Barra, na divisa de Trancoso e Arraial d´Ajuda
A estrada para o rio Mucugê, mais conhecida como rua do Mucugê, é onde se encontra a maior concentração de lojas e restaurantes da região. O estilo arquitetônico, a variedade e o refinamento de seus estabelecimentos lhe renderam o apelido de "Rua mais charmosa do Brasil". Ao final da rua Mucugê se tem acesso a Praia do Mucugê e a Praia da Pitinga.
A Rua do Mucugê concentra pousadas com bons preços, como a Tororão, Caminho do Mar, do Robalo e Bucaneiros, mas os albergues Maloca Hostel e Arraial d’Ajuda Hostel são as opções mais acessíveis. 
Praia mais próxima do centro, a Mucugê é também a mais estruturada, com barracas que espalham-se pela ampla faixa de areia. No mar, os recifes dão origem a pequenas piscinas naturais, é preciso cuidado para andar por eles
ONDE COMER 
No almoço, as barracas de praia ficam cheias (dentre elas, a melhor opção para comer é a Barraca do Nel). A partir das 16h, boa parte dos restaurantes do Centro abre as portas, atraindo gente para a Rua do Mucugê e arredores. Na baixa temporada os restaurantes 
Filé recheado com brie e molho de framboesa com fritas, servido no restaurante da Pousada Coqueiros
Os pescados são maioria nos cardápios, como no Rosa dos Ventos, no Flor do Sal e no Valentino – lá, os pescados saem do tanque direto para a panela. O Morena Flor, no Centro, serve os melhores acarajés de Arraial. 
Costeleta de cordeiro servida no restaurante do Arraial d'Ajuda Eco Resort
Entre as comidinhas, o Coelhinho serve sorvetes artesanais, o Paiol, pães de mel, tortas e docinhos próprios, e a Tapiocaria d’Ajuda, tapiocas doces e salgadas. 
COMO CHEGAR 
O aeroporto mais próximo é o de Porto Seguro. A travessia de balsa dura cerca de dez minutos (saídas a cada 30 minutos; entre 1h e 7h, a cada uma hora). De carro pela BR-101, tome a saída em Eunápolis – de lá são cerca de 70 km até Arraial. 
A Praia de Taípe segue quase deserta nos trechos afastados das barracas
COMO CIRCULAR 
Atrações, pousadas, barracas e restaurantes concentram-se em dois pontos: a Estrada da Balsa e a Rua do Mucugê. A Estrada da Balsa é via de entrada para quem vem de Porto Seguro e dá acesso direto à praia. Para chegar ao Centro, a caminhada é longa, seja pela praiaou pela estrada (o que inclui a subida da falésia), mas vans fazem o trajeto ao longo de todo o dia. Na Rua do Mucugê e arredores, circule a pé. Para quem se hospeda nas estradas do Alto Mucugê ou da Pitinga, o mais indicado é ir com carro próprio para se deslocar entre as praias. 
Esculturas de orixás, do artista plástico Tati Moreno, no encontro do Rio Buranhém com o mar, na Praia Apaga-Fogo
SUGESTÕES DE ROTEIROS 
1 dia – É fundamental conhecer as principais praias da cidade. Em um trajeto que pode ser percorrido em cerca de duas horas a pé, de acordo com a velocidade do turista, caminha-se da primeira praia do distrito, Apago-Fogo, até a mais movimentada, a Pitinga. Durante o percurso, faça uma parada em uma das barracas de praia (a Donel é uma ótima opção) para provar pescados frescos. Depois que o sol se for, não perca o agito da Rua do Mucugê. 
Cavalgada promovida pelo Arraial D'Ajuda Eco Resort
3 dias – Aproveite que tem mais tempo para curtir com calma as principais praias. Vale a pena reservar um dia inteiro para ir a Taípe, mais preservada, a 14 quilômetros do Centro, e outro para a Pitinga. Se quiser dar uma pausa nos banhos de sol e mar, você também pode incluir no roteiro visitas aos parques de ecoturismo. O Arraial d’Ajuda Eco Parque tem enormes toboáguas de água doce e o Awaventura, área com trilhas, arvorismo e tirolesa. 
6 dias – Não deixe de visitar os arredores. Para chegar a Porto Seguro, basta pegar uma balsa. Também é possível fazer passeios de van até as lindas praias que ficam ao sul de Arraial d’Ajuda: Trancoso, Caraíva e Praia do Espelho. Se a viagem for entre os meses de julho e outubro, faça o passeio de barco para ver a baleias-jubarte. Já em qualquer época do ano – fique atento com a maré – visite os recifes de corais. 
QUANDO IR 
O sol aparece o ano inteiro, mas principalmente entre novembro e março. Nesse período em julho, mês de férias escolares, os preços podem até dobrar. De maio a junho, o sossego prevalece, mas alguns restaurantes e pousadas fecham. 
BARRACAS DE PRAIA 
Na Praia do Pitinga, a Barraca do Faria tem playground e piscina sombreada à beira-mar. A Flor do Sal, espreguiçadeiras, cadeiras acolchoadas – e um chef argentina que faz comida tailandesa e moquecas. Na Praia do Parracho, a Cabana Grande reserva mesas, espreguiçadeiras e sofás de madeira em um dos trechos mais agitados do Arraial. A Bara do Parracho, lota no verão com shows de axé e promove festas no Carnaval e no Réveillon. 
O movimento da Praia do Apaga-Fogo é sempre grande devido à concentração de hotéis e pousadas. O mar calmo, tomado por recifes, é ideal para passeios de caiaque
VIDA NOTURNA 
A Rua do Mucugê concentra o movimento. O Morocha Club (73-3575-2611) promove festas de segunda a sábado, com bandas e DJs – o som varia de Tim Maia e Beatles até música argentina. Aos domingos, a vez é do T.A Sushi, com apresentações de forró e ritmos africanos. No verão, barracas incluem festas e luaus em sua programação.
por Liliane Finco
Galeria Beco das Cores na Rua do Mucugê, a estradinha de paralelepípedo que liga a vila à praia concentra restaurantes, lojas e pousadas
ARRAIAL D'AJUDA / BAHIA 
UM PARAÍSO NO SUL DA BAHIA E SANTUÁRIO DA BALEIA JUBARTE.
imagem - Portal arraial d'Ajuda
HISTÓRIA
ARRAIAL D'AJUDA EH UM DISTRITO DE PORTO SEGURO, LOCALIZADO NA PARTE SUL DO ESTADO DA BAHIA, NO TOPO DAS FALÉSIAS COLORIDAS SENDO RODEADA PELA MATA ATLÂNTICA E PELAS INTERMINÁVEIS PRAIAS COM ÁGUAS MORNAS E COM TONS DE VERDE E AZUL
ARRAIAL D’AJUDA ÉH UMA PEQUENA ALDEIA QUE, DESDE O SEU NASCIMENTO EM 1549, PRESERVOU A SUA TÍPICA ARQUITETURA, CULTURA E PARTE DA MATA ATLÂNTICA.
ELA TEM A MESMA LATITUDE QUE ALGUNS OUTROS LUGARES MÍSTICOS DO MUNDO, COMO BALI NA INDONÉSIA, O QUE SEMPRE ATRAIU ESOTÉRICOS E AVENTUREIROS DO MUNDO INTEIRO.
AQUI UMA VISÃO GERAL DO ARRAIAL
imagem - ?
ORIGEM DO NOME
Batizado com esse nome de tradição cristã-branca - foi mais uma homenagem a Tomé de Sousa e aos primeiros jesuítas que aqui chegaram em 1549, com suas três naus: Conceição, Salvador, e Ajuda - que viriam a ser nomes da cidade e de suas primeiras igrejas. Inicialmente chamado de Arraial de Nossa Senhora d'Ajuda, em homenagem à Santa Padroeira, aos poucos o nome foi sendo reduzido e, na criação legal do Distrito, ficou definitivamente Distrito de Arraial d'Ajuda. Não existem variações - somente a forma "Arraial d'Ajuda" é a correta. Hoje em dia, até em documentos da prefeitura encontramos o nome escrito erroneamente - Arraial D'ajuda. Na língua portuquesa, a preposição não deve ser maiúscula e sim o nome próprio, d'Ajuda. Em 25 de janeiro de 1984 foi fundada a Sociedade Amigos do Arraial de Nossa Senhora d'Ajuda. Isso comprova como esse era o nome utilizado formalmente na década de 80 ou anteriormente.
UMA IGREJA HISTÓRICA DE 1549 E AS DUAS RUAS MAIS IMPORTANTES, BRÓDUEI E MUCUGÊ DIVIDEM O CENTRO DE ARRAIAL D'AJUDA.
NA “BRÓDUEI” VOCÊ PODE ENCONTRAR MUITAS LOJAS COLORIDAS QUE VENDEM ARTESANATOS TÍPICOS E TAMBÉM DÁ ACESSO À PRAÇA ONDE FICA A IGREJA DE NOSSA SENHORA D’AJUDA.
NA CHARMOSA RUA DO MUCUGÊ ESTÃO LOCALIZADOS A MAIORIA DOS RESTAURANTES, BARES, LOJAS E HOTÉIS E DÁ ACESSO A PRAIA DE MESMO NOME.
A MISTURA DE LOCAIS, ÍNDIOS, HIPPIES, TURISTAS E ESTRANGEIROS TRANSFORMARAM ARRAIAL D'AJUDA EM UMA PEQUENA ALDEIA INTERNACIONAL E, POR ISSO, É CHAMADA "O CANTINHO DO MUNDO".
A IGREJA DE NOSSA SENHORA D'AJUDA
imagem - ?
A IGREJA DE NOSSA SENHORA D'AJUDA FOI UMA HOMENAGEM A TOMÉ DE SOUZA E AOS PRIMEIROS JESUÍTAS QUE CHEGARAM ÀS BELAS PRAIAS DO SUL DA BAHIA EM 1549, COM SUAS 03 NAUS: CONCEIÇÃO, SALVADOR E AJUDA; QUE VIRIAM MAIS TARDE A SER OS NOMES DAS CIDADES E DE SUAS PRIMEIRAS IGREJAS. 
IGREJA NOSSA SENHORA D'AJUDA VISTA DE PERTO
foto - Thymonthy Becker
O SANTUÁRIO DO ARRAIAL D'AJUDA NO SUL DA BAHIA É CONSIDERADO O MAIS ANTIGO SANTUÁRIO CATÓLICO DO BRASIL, CUJA ROMARIA ACONTECE TODOS OS ANOS A PARTIR DE 6 DE AGOSTO, COM O ÁPICE DA FESTA EM HOMENAGEM À SANTA PADROEIRA DO ARRAIAL D'AJUDA NO DIA 15 DE AGOSTO.
ROMEIROS DE TODO O BRASIL SE MANIFESTAM NA CIDADE EM ATO DE FÉ E TRADIÇÃO.
A IGREJA DE NSª D'AJUDA DIVIDINDO A RUA
foto - Thymonthy Becker
QUASE DEZOITO QUILÔMETROS DE LINDAS PRAIAS COLORIDAS SÃO AS PRINCIPAIS ATRAÇÕES DE ARRAIAL D'AJUDA. ALGUMAS DELAS PROTEGIDAS POR RECIFES, FORMAM PISCINAS NATURAIS NA MARÉ BAIXA, OUTRAS AINDA PRESERVADAS E SEMI-DESERTAS.
VEJA AS BELÍSSIMAS PRAIAS DE ARRAIAL D'AJUDA
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker
CHEGANDO OU SAINDO
foto - Thymonthy Becker
O PORTO AO LONGE
foto - Thymonthy Becker
BALEIAS JUBARTE
ENTRE OS MESES DE JULHO E NOVEMBRO DE CADA ANO, AS BALEIAS DA ESPÉCIE JUBARTE VISITAM A REGIÃO E PROVOCAM A VINDA DE GRANDE NUMERO DE TURISTAS PARA O EXTREMO SUL DA BAHIA. COM A PRESERVAÇÃO E A PROTEÇÃO DAS BALEIAS JUBARTE, A POPULAÇÃO AUMENTOU E CADA VEZ MAIS BALEIAS VÊM EM BUSCA DE ÁGUAS QUENTES PARA NAMORAR.
imagem - Portal arraial d'Ajuda
PRAIA APAGA FOGO
imagem - Portal arraial d'Ajuda
TAMBÉM APAGA FOGO
imagem - Portal arraial d'Ajuda

PRAIA ARACAIPE
imagem - Portal arraial d'Ajuda
TAMBÉM ARACAIPE
 imagem - Portal arraial d'Ajuda
PRAIA DA PITANGA
imagem - Portal arraial d'Ajuda
PRAIA DA TAIPE
imagem - Portal arraial d'Ajuda
PRAIA DO PARRACHO
imagem - Portal arraial d'Ajuda
PRAIA DOS NATIVOS
imagem - Portal arraial d'Ajuda
TAMBÉM PRAIA DOS NATIVOS
imagem - Portal arraial d'Ajuda
PRAIA RIO DA BARRA
imagem - Portal arraial d'Ajuda
NAS AREIAS DA PRAIA
foto - Thymonthy Becker
AQUI UMA LOJA INDIANA COM CENTENAS DE ARTIGOS TÍPICOS
foto - Thymonthy Becker
O FAMOSO JESUÍTA, JOSÉ DE ANCHIETA, ESCREVEU NO INÍCIO DO SÉCULO XVI SOBRE O "SONORO BRANDO SUSSURRO DA ÁGUA QUE MILAGROSAMENTE JORROU DE UMA FONTE AO PÉ DE UMA FRONDOSA ÁRVORE, QUANDO O PE. FRANCISCO PIRES CELEBRAVA ALI O SANTO SACRIFÍCIO DA MISSA".
VÁRIOS OUTROS AUTORES DA ÉPOCA APRESENTAM VERSÕES SOBRE O ORIGEM DO MILAGRE D'ÁGUA.
imagem - Portal arraial d'Ajuda
ATÉ A PRÓXIMA
foto - Thymonthy Becker

fontes / fotos = Thymonthy Becker / IBGE / viajeaqui.abril.com.br / portal arraialdajuda.com / Wikipédia / Divulgação / 




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

DIANÓPOLIS / TOCANTINS - Berço cultural do estado, tem mais à oferecer, cascatas, cachoeiras, museu e "garganta"; platô da serra geral com cânions e mirantes

LINHA DO TEMPO DA CIDADE DE "DIANÓPOLIS" / TOCANTINS / BRASIL DIANÓPOLIS
BEM VINDO A CIDADE DE DIANÓPOLIS. CIDADE DO DIANOFOLIA
imagem - ? População estimada 2016 (1) - 21.457
Área da unidade territorial 2015 (km²) - 3.217,313
Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 5,94
Código do Município 1707009
Gentílico - dianopolino
ORIGEM DO NOME DE DIANÓPOLIS, TO
A origem do nome "Dianópolis" está relacionada a Francisco das Chagas Moura, que foi prefeito do município entre os anos de 1934 a 1938. Então, a cidade chamava-se "São José do Du•ro". "Duro" era uma simplificação de "D´ouro", uma vez que a região era rica em ouro em seu subsolo. Quando prefeito, Francisco Moura indicou que a cidade fizesse uma homenagem às senhoras do lugar que chamavam-se "Custodiana", conhecidas pela alcunha de "Diana". Daí a indicação da cidade passar a chamar-se "Dianópolis", quer dizer, "Terra das Dianas".
Gentílico: …

CATAGUASES / MINAS GERAIS - Venha ver e fazer filmes nesta cidade cinematográfica. Deixe saudades e leve lembranças

LINHA DO TEMPO DA CIDADE DE "CATAGUASES" / MINAS GERAIS / BRASIL “O nome Cataguases vem – pelo menos, até provas em contrário, pois muitas são as controvérsias nessa cidade em constante questionamento – , pois é, o nome Cataguases parece que vem de uma tribo de índios que habitava a região, os ‘Catu-auás’. Dizem que o nome catu-auá significa em tupi-guarani ‘terra de gente boa’. E Cataguases sabe receber muito bem. Quem bebe da água do Rio Pomba nunca deixa de voltar. Dizem. ” Confira alguns dos mais importantes pontos turísticos de Cataguases. Além de inúmeras obras artísticas e arquitetônicas modernas tombadas pelo IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), Cataguases também oferece inúmeras construções marcantes do final do século XIX, belíssimas paisagens naturais, museus, centros culturais e muito mais! PONTE METÁLICA (DE 1.914) A construção da Ponte Metálica foi determinada em 1910, devido à solicitação do deputado federal Astolpho Dutra Nicácio. Ela…

BRAGANÇA / PARÁ - A cidade respira Fé, Tradição e Cultura, nas belezas de suas praias, manguezais, rios, igarapés e ilhas

LINHA DO TEMPO DA CIDADE DE "BRAGANÇA" / PARÁ / BRASIL  Bragança, localizada na região nordeste do Pará, a 210 quilômetros de Belém, capital do Estado, é um dos municípios mais procurados pelos turistas ao longo do ano, em especial durante as férias escolares.
Lar da Marujada, manifestação cultural que reúne milhares de pessoas no município para festejar São Benedito, Bragança tem praias oceânicas belíssimas, pra quem quiser aproveitar em qualquer época do ano.

A cidade, de origem portuguesa, guarda na sua cultura características religiosas marcantes e também festeja São Sebastião e Nossa Senhora de Nazaré.
Suas fronteiras são estratégicas. Assim, o município oferece o maior número de opções aos turistas: ao Norte está o oceano Atlântico, ao Sul, o município de Santa Luzia do Pará, a Leste os municípios de Augusto Corrêa e Vizeu e a Oeste, Tracuateua.

Na língua tupi, Caeté quer dizer 'mato grande' e, por estar localizada à margem esquerda do rio Caeté, Bragança é c…