domingo, 9 de novembro de 2014

SÃO JOÃO DEL REI / A CIDADE ONDE OS SINOS FALAM






BEM VINDO A CIDADE UNIVERSITÁRIA DE SÃO JOÃO DEL REI. BELA E HISTÓRICA
foto - ?
SÃO JOÃO DEL REI TEM 84.459 HABITANTES - IBGE 2010 -
QUEM NASCE EM SÃO JOÃO DEL REI EH: SÃO JOANENSE
A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 08 DE DEZEMBRO E FOI FUNDADA EM 1.713
ORIGEM DO NOME
O nome da cidade eh uma homenagem a Dom João V e ao desbravador da região “Tomé Portes Del Rei”
HISTÓRIA
Os primeiros povoadores de São João Del Rei foram paulistas, atraídos pelos cascalhos auríferos da bacia do rio das Mortes, que "assoalhavam o caminho trilhado pelos bandeirantes", denunciando os grandes depósitos de ouro da região. Em fins do século XVII, Tomé Portes Del Rei, procedente de Taubaté, fixou-se as margens do rio das Mortes, no local a que chamava, por ser passagem de todas as embarcações "Porto Real da Passagem". Nesse local, ainda hoje denominado Porto Real, teve início o primeiro arraial. Em 1702 faleceu Tomé Portes Del Rei, a quem fora conferido o direito de cobrança da passagem no Rio das Mortes. Sucedeu-o seu genro Antônio Garcia da Cunha. Até 1703, a importância do povoado decorria de sua situação como ponto de ligação com os Sertões de Caeté e a região das minas do Carmo, Ouro Preto e Sabará.
De 1703 a 1704, o português Manuel João de Barcelos descobriu, nas fraldas dos montes, ricas manchas de ouro, e os paulistas Pedro do Rosário e Lourenço da Costa iniciaram os trabalhos de faiscação Forasteiros e aventureiros começaram a afluir. Nas encostas das serras, atualmente denominadas Senhor do Monte e Mercês, onde ainda há reservas de ouro, surgiu o outro arraial - o do Rio das Mortes - com sua igrejinha (no local denominado Morro da Forca) consagrada a Nossa Senhora do Pilar, originando-se ai São João Del Rei.
A construção da estrada de ferro (1878-1881) e a chegada, em 1886, de imigrantes italianos, procedentes de Bolonha e Ferrara, aceleraram o progresso do Município. Esses imigrantes, destinados a agricultura, localizaram-se na Várzea do Marçal, onde formaram as colônias do Marçal, Recondego e Felizardo, e na Fazenda José Teodoro. Posteriormente, grande número de sírios
AQUI O MUSEU REGIONAL
O museu funciona em um imponente sobrado de três andares onde estão reunidas mobílias, imagens sacras, oratórios e telas dos séculos 18 e 19. O espaço abriga ainda uma biblioteca e um arquivo com jornais, fotografias e documentos históricos.
foto - ?
MEMORIAL TANCREDO NEVES / SOLAR DOS NEVES
As nove salas do casarão do século 17 reúnem fotos e documentos sobre a trajetória política do Brasil e do ex-presidente Tancredo Neves.
Vale a pena visitar! Um grande homem, uma grande homenagem, um grandioso memorial. Impossível não se emocionar com tamanha bravura e dedicação! Um marco na história que infelizmente pouco durou, mas permanece nas lembranças e corações brasileiros.
foto - Wikipédia
foto - ?

foto - ?
ESCOLA ESTADUAL
foto - Jurandir Lima
SEDE DO PODER EXECUTIVO - PREFEITURA -
foto - Alzira Agostini Haddad
CHAFARIZ
foto - ?
IGREJA DE SÃO FRANCISCO DE ASSIS
A Igreja de São Francisco de Assis é um templo católico fundado pela Venerável Ordem Terceira de São Francisco de Assis. A igreja, começada em 1774, é um dos principais marcos da arquitetura colonial mineira.
A Venerável Ordem Terceira de São Francisco de Assis, ou ainda Venerável Ordem Terceira da Penitência de São Francisco de Assis, foi fundada em 8 de março de 1749 na então Vila de São João Del Rei. A ordem foi canonicamente ereta pelo então Bispo de Mariana Dom Frei Manoel da Cruz.
A igreja da ordem é um majestoso templo, um dos mais belos do Barroco Mineiro. Nesta obra trabalharam os mestres Francisco de Lima Cerqueira, Aniceto de Sousa Lopes e Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho, autor da portada principal.
foto - Thymonthy Becker Comunicação
foto - Thymonthy Becker Comunicação
foto - Thymonthy Becker Comunicação
TORRE DAS ANTENAS
foto - ?
IGREJA DE NOSSA SENHORA DO CARMO
Localiza-se no Largo do Carmo da cidade. É uma das principais igrejas coloniais desta cidade mineira.
Erguida na fase áurea do rococó, a igreja traz inovações do estilo: a portada ricamente decorada por elementos escultóricos e as torres octogonais ligeiramente recuadas do plano da fachada.
O interior apresenta obra de talha de magnífica execução, mas sem o douramento comum às igrejas coloniais mineiras. No consistório há um conjunto de mesa com oito pés e cadeiras de alto espaldar em jacarandá, típico do período setecentista, atribuído ao artista Manuel Rodrigues Coelho, que realizou a capela-mor, os púlpitos e o medalhão do arco cruzeiro.
Um bonito portão de ferro forjado emoldura a entrada do cemitério próximo à igreja.
foto - Thymonthy Becker Comunicação
foto - Thymonthy Becker Comunicação
foto - Thymonthy Becker Comunicação
ESTAÇÃO FERROVIÁRIA
foto - Wikipédia
foto - ?
CONHEÇA UM POUCO MAIS DA CIDADE DE SÃO JOÃO DEL REI
foto - ?
foto - ?
foto - Jurandir Lima
foto - Jurandir Lima
 foto - Marcelo Máximo
foto - ?
foto - ?
foto - ?
foto - ?
foto - ?
foto - ?
LARGO DA CRUZ
foto - ?
RUA DAS CASAS TORTAS
foto - Wikipédia
CENTRO HISTÓRICO / PATRIMÔNIO CULTURAL
A cidade de São João Del Rei possui vasta herança patrimonial, tanto de "pedra e cal" quanto bens intangíveis.
A cidade não se resume apenas no estilo colonial, é possível encontrar diversos estilos arquitetônicos, desde o barroco até os atuais com grandes edificações
foto - ?
foto - ?
foto - ?
foto - ?
foto - ?
foto - ?
foto - ?
foto - ?
foto - ?
foto - ?
foto - ?
foto - ?
foto - ?
foto - ?
foto - Thymonthy Becker Comunicação
foto - Thymonthy Becker Comunicação
foto - Thymonthy Becker Comunicação
foto - Thymonthy Becker Comunicação
foto - Thymonthy Becker Comunicação
foto - Jurandir Lima
foto - Jurandir lima
foto - Jurandir Lima
O CARRO DO BATENTE / ENGEQUISA SEMPRE PRESENTE
foto - Thymonthy Becker Comunicação
foto - Jurandir Lima
foto - ?
foto - ?
foto - ?
foto - ?
foto - ?
foto - ?
UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL REI
foto - Thymonthy Becker Comunicação
foto - Thymonthy Becker Comunicação
foto - Thymonthy Becker Comunicação
ESTA EH A BANDEIRA DA CIDADE
ESTE EH O BRASÃO DO MUNICÍPIO


VALEU PELA VISITA. SEMPRE VOLTE