sábado, 8 de novembro de 2014

ITUIUTABA / A VILA PLATINA







BEM VINDO A CIDADE DE ITUIUTABA. PORTAL DO TRIÂNGULO MINEIRO
foto - ?
ITUIUTABA TEM 97.171 HABITANTES - IBGE 2010 -
QUEM NASCE EM ITUIUTABA EH: ITUIUTABANO
A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 16 DE SETEMBRO E FOI EMANCIPADA EM 1.901
ORIGEM DO NOME
O nome da cidade eh de origem indígena: I - rio, TUIU ­barrento; TABA - povoação, cidade. “Cidade do rio barrento”
HISTÓRIA
Os rios Prata e Tijuco, especialmente o primeiro, constituíram as principais artérias de penetração na zona de Ituiutaba. Homens de espírito forte afeiçoados à aventura, os povoadores iam sertão a fora, tomando posse de grandes extensões de território. Ainda segundo Edelweiss Teixeira, partiram do Desemboque várias expedições, com objetivo de desbravar o sertão entre os rios Grande e Paranaíba. A de 1807, na qual tomaram parte Januário Luiz da Silva, Pedro Gonçalves da Silva, José Gonçalves Heleno, Manuel Francisco, Manuel Bernardes Ferreira e outros, resultou no aparecimento de diversas cidades ora existentes. Após a bandeira de 1810, do Sargento-mor Eustáquio (depois Major), no ano seguinte outra se embrenhou na região margeando o Rio Grande, chefiada pelo sertanista João Batista Siqueira e pelo capelão Pe. Cláudio José da Cunha. Em 1812, o Major Eustáquio fez nova entrada, levando como capelão Pe. Hermógenes Cassimiro de Araújo Brunswick, que se tornaria um dos vultos mais destacados da região. Após essas investidas, constatando a transmigração dos caiapós para as margens do rio Grande e lado goiano do Paranaíba, a onda civilizadora avançou, pontilhando com sesmarias o território triangulino.
Em 1832, teria surgido a capela e um ano depois chegava o primeiro capelão Pe. Francisco de Sales Souza Fleury. 0 primeiro juiz de paz foi eleito em 1836.
As habitações surgiram em torno da capela. Esta, assim como o casario, ficava numa parte baixa, às margens do córrego Sujo. Mais tarde, por vontade popular, erigiu-se novo templo cuja conclusão se deu em 1839. A primeira residência edificada no "Largo da Capela" parece ter sido a do fazendeiro Antônio Inácio Franco.
No local da capela edificada em 1839, José Martins Ferreira e José Flausino Ribeiro, a frente da população de São José do Tijuco, construíram a Matriz, concluída em 1862.
AQUI A SEDE DO PODER LEGISLATIVO - CÂMARA DE VEREADORES -
foto - Leandro Anthon
ALGUNS CASARÕES
foto - Leandro Anthon
foto - Leandro Anthon
CATEDRAL DE SÃO JOSÉ, SEU INTERIOR E NO CONTEXTO DA PRAÇA
foto - Scarparo
foto - Leandro Anthon
foto - Leandro Anthon
foto - Leandro Anthon
CAPELAS DA RESSURREIÇÃO
foto - Leandro Anthon
IGREJA DE SÃO JUDAS TADEU
foto - Leandro Anthon
IGREJA DE NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO APARECIDA
foto - Leandro Anthon
IGREJA DE SÃO BENEDITO
foto - Leandro Anthon
CAPELA DA MISERICÓRDIA
foto - Leandro Anthon
CONHEÇA UM POUCO MAIS DA CIDADE DE ITUIUTABA
foto - Leandro Anthon
foto - ?
foto - Leandro Anthon
foto - Leandro Anthon
foto - Leandro Anthon
foto - Leandro Anthon
foto - Leandro Anthon
foto - Leandro Anthon
foto - Leandro Anthon
MUSEU ANTROPOLÓGICO
foto - Leandro Anthon
ESTAÇÃO RODOVIÁRIA
foto - Leandro Anthon
RIO TIJUCO QUE CORTA A REGIÃO
foto - Leandro Anthon
CACHOEIRA DO SALTO
foto - Leandro Anthon
O carnaval da cidade se tornou famoso no Brasil inteiro sendo considerado o mais animado do interior de Minas Gerais. Deve se construir em breve um grande e moderno Centro de Convenções, já que a cidade carece de local especifico para a cultura e os grandes eventos. ( fonte EMBRATUR - Relatório abril 2010 «**»)
OS CAMINHOS DE MINAS
foto - Leandro Anthon
COMUNIDADE TRÊS VENDAS
foto - Leandro Anthon
foto - Leandro Anthon
ENTORNO DA CIDADE
foto - Leandro Anthon
ESTA EH A BANDEIRA DA CIDADE
ESTE EH O BRASÃO DO MUNICÍPIO


VALEU PELA VISITA - SEMPRE
A GENTE SE ENCONTRA EM ALGUMA CIDADE DAS MINAS GERAIS

MURIAÉ / CIDADE DO CINEASTA PAULO PORTO






BEM VINDO A CIDADE DE MURIAÉ. UMA CIDADE CULTURAL
foto - A. Chieus
MURIAÉ TEM 100.765 HABITANTES - IBGE 2010 -
QUEM NASCE EM MURIAÉ EH: MURIAENSE
A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 16 DE MAIO E FOI FUNDADA EM 1.855
ORIGEM DO NOME
O nome da cidade é provavelmente de origem indígena. Embora não exista consenso sobre o significado da palavra “Muriaé”. Por esta ótica, a evolução etimológica pode ter acontecido a partir de “Meru-aé” (mosquito diferente e mau) ou “Meruim-hu” (rio dos mosquitos). A informação do Almanaque das Casas Americanas, de 1914, de que 15% das crianças nascidas no município no ano de 1876 morreram em razão da febre amarela - doença provocada pela picada de mosquitos - faz essas versões ganharem força.
Há ainda outras opções menos cotadas, segundo as quais o nome do rio e da cidade, com origem na palavra “Mboriahu”, significaria aflição e lamento.
HISTÓRIA
A REGIÃO que hoje compreende o Município de Muriaé foi, primitivamente, habitada pelos índios Puris. A própria colonização do território fez-se pelo comércio de brancos e indígenas. Em 1817, Constantino José Pinto, com 40 homens, comerciando ervas e raízes medicinais, estabeleceu contato com os aborígines; desceu pelo rio Pomba e atingiu o Muriaé onde aportou, construindo seu abarracamento no mesmo lugar em que existe agora o Largo do Rosário. As trocas vantajosas então feitas fizeram-no pensar em construir uma povoação no local. Havendo, porém, desinteligência entre um de seus homens e um dos chefes da tribo, Constantino, temendo um ataque dos selvagens, obteve reforço, comandado pelo Sargento João do Monte, sob cuja proteção construiu as primeiras habitações, formando uma aglomeração primitiva. Sete anos depois, foi autorizada a edificação de uma capela, tendo sido seu primeiro capelão o Padre Joaquim Teixeira de Siqueira. Em 12 de março de 1845, a povoação tornou-se sede da freguesia da Glória, prerrogativa perdida e restabelecida anos depois.
Consolidada sua situação, o progresso da nova localidade foi constante, principalmente a partir de 1886, data da inauguração da Estação da Estrada de Ferro Leopoldina na sede municipal. Em 1910, é criado o serviço de luz e força; no ano seguinte, o de águas e esgotos e, em 1913, o telefônico urbano.
A inauguração da auto-estrada Rio-Bahia em 1939 colocou o Município de Muriaé em plano destacado no quadro econômico da zona a que pertence.
AQUI O CENTRO CULTURAL
foto -  Eupídio Justino de Andrade
PAULO PORTO
Foi um ator brasileiro de rádio, teatro, cinema e televisão. Trabalhou também como diretor, roteirista e produtor.
Radicou-se no Rio de Janeiro em 1940 e foi um dos pioneiros do rádio e da televisão. Estreou no cinema em 1947, com o filme Asas do Brasil, dirigido por Moacyr Fenelon. Protagonizou filmes baseados na obra de Nelson Rodrigues como Toda nudez será castigada e O Casamento, dirigidos por Arnaldo Jabor. Filmografia
AQUI O GRANDE HOTEL DE MURIAÉ
foto -  Terezinha Ognibene
MEMORIAL MUNICIPAL
foto -  Eupídio Justino de Andrade
RELÓGIO DA PRAÇA
foto - Terezinha Ognibene
MATRIZ DE SÃO PAULO
foto - Afrânio Bastos
CAPELA DE SÃO JOSÉ
foto - SG Trangel
RIO MURIAÉ
foto - Terezinha Ognibene
AEROPORTO
foto - ?
CONHEÇA UM POUCO MAIS DA CIDADE DE MURIAÉ
foto - ?
foto - ?
foto - Afrânio Bastos
foto - Terezinha Ognibene
foto - Terezinha Ognibene
foto - Terezinha Ognibene
foto - Afrânio Bastos
foto - Terezinha Ognibene
foto - Renato Clemente
foto - ?
foto - A. Chieus
IGREJA DA BARRA
foto - Tony Borrach
IGREJA DE NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO
foto - Afrânio Bastos
IGREJA DE NOSSA SENHORA DAS GRAÇAS
foto - SG Trangel
MONUMENTO AO TRABALHADOR
foto - Tony Borrach
ENTORNO DA CIDADE
foto - Afrânio Bastos
CACHOEIRAS DA REGIÃO
foto - A. Chieus
IGREJA DO DISTRITO DE PIRAPANEMA
foto - SG Trangel
ESTA EH A BANDEIRA DA CIDADE
ESTE EH O BRASÃO DO MUNICÍPIO
ESTA EH A LOGOMARCA DA EMPRESA

VALEU PERLA VISITA. SEMPRE VOLTE
ATÉ A PRÓXIMA