Pular para o conteúdo principal

CATAGUASES / MINAS GERAIS - Venha ver e fazer filmes nesta cidade cinematográfica. Deixe saudades e leve lembranças




LINHA DO TEMPO DA CIDADE DE "CATAGUASES" / MINAS GERAIS / BRASIL
“O nome Cataguases vem – pelo menos, até provas em contrário, pois muitas são as controvérsias nessa cidade em constante questionamento – , pois é, o nome Cataguases parece que vem de uma tribo de índios que habitava a região, os ‘Catu-auás’. Dizem que o nome catu-auá significa em tupi-guarani ‘terra de gente boa’. E Cataguases sabe receber muito bem. Quem bebe da água do Rio Pomba nunca deixa de voltar. Dizem. ”
Confira alguns dos mais importantes pontos turísticos de Cataguases.
Além de inúmeras obras artísticas e arquitetônicas modernas tombadas pelo IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), Cataguases também oferece inúmeras construções marcantes do final do século XIX, belíssimas paisagens naturais, museus, centros culturais e muito mais!
PONTE METÁLICA (DE 1.914)
A construção da Ponte Metálica foi determinada em 1910, devido à solicitação do deputado federal Astolpho Dutra Nicácio. Ela foi erguida para substituir a ponte anterior, de 1842, feita em madeira, que ligava o núcleo urbano de Cataguases à margem oposta do Rio Pomba, que corta a cidade. Com material importado da Alemanha e mão-de-obra especializada, vinda de fora, as obras foram iniciadas dois anos depois e terminadas em 1914.


SANTUÁRIO DE SANTA RITA DE CÁSSIA (DE 1.968)
Em 1941, chega a Cataguases o padre Solindo José da Cunha – e com ele a ousadia de um novo templo, inaugurado apenas em 1968. O projeto de Edgar Guimarães do Valle traz o arrojo da nave livre, do vão central sem colunas. Na parte frontal externa, “A vida de Santa Rita”, painel de Djanira. Em 1995, o interior da nave rompe com o “branco-silêncio” de suas paredes e ganha o mural “A via Cruzis de Jesus Cristo”, assinado por Nanzita.
imagem - SG Trangel
imagem - SG Trangel
imagem - Setigua


PAÇO MUNICIPAL (DE 1.900)
Com suas linhas remetendo ao neoclássico, o Paço, que abriga com exclusividade o corpo administrativo da cidade, foi erguido ao mesmo tempo em que se remodelava a velha igreja matriz, no final do século XIX. O Coronel João Duarte Ferreira, à época uma das grandes fortunas do estado, foi quem financiou a parte final da construção e do mobiliário.
imagem - SG Trangel
ESTAÇÃO FERROVIÁRIA DE CATAGUASES ( DE 1.877)
Uma das mais antigas construções ainda preservadas do conjunto Arquitetônico da Praça Governador Valadares, o prédio – típico de todas as estações da época, seguindo o traçado dos pavilhões industriais ingleses – foi construído no final do século XIX pela Estrada de Ferro Leopoldina. Após a privatização, o prédio foi cedido à Prefeitura Municipal, que o reformou inteiramente, na década de 1990, após seu tombamento pelo IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional). Em 1997, a estação foi reaberta, desta vez como Centro Cultural Eva Nil.
imagem - SG Trangel
COLÉGIO CATAGUASES ( DE 1.957)
Principal obra do arquiteto Oscar Niemeyer em Cataguases, o prédio do Colégio foi encomendado pelo industrial e escritor Francisco Inácio Peixoto para substituir o antigo ginásio da cidade, que funcionava no mesmo local desde 1909.
Entre os anos de 1948 e 1974, o salão nobre recebeu uma das obras-primas do pintor brasileiro Cândido Portinari, o painel “Tiradentes. O acervo do Colégio ainda conta com o painel de pastilhas original do modernista Paulo Werneck e a escultura “O Pensador”, de Jan Zach.
MUSEU DA ELETRICIDADE (DE 1.926)
O Museu da Eletricidade – Espaço Documentário foi inaugurado em 1985 e acha-se instalado em uma construção do início do século XX, com uma tipo de arquitetura urbana muito comum na época. Além do acervo, o Museu abriga um centro didático e interativo sobre o uso da eletricidade, a Super Estação de Energia. 
Na lateral do casarão, ainda dentro de seu complexo,há o Café do Museu e o Anfiteatro Ivan Müller Botelho.
MUSEU CHÁCARA DONA CATARINA
Localizado em posição frontal ao velho prédio da Estação Ferroviária, o Museu está instalado na antiga residência do Coronel João Duarte Ferreira e de sua segunda mulher, a italiana Catarina Zauza. A Chácara encontrava-se em total abandono até o final do século passado quando foi totalmente recuperada juntamente com seus jardins pela Fundação Cultural Ormeu Junqueira Botelho, pela Telemar, pela Usiminas e inaugurada em 2000.
FIAÇÃO E TECELAGEM DE CATAGUASES
A “Fábrica Velha” foi inaugurada em 1905, embora suas obras completas tenham se acabado somente em 1913. O prédio, cuja área instalada tem hoje mais de 11 mil metros quadrados, destinava-se na época a abrigar os modernos teares movidos a eletricidade e todo complexo da Fábrica de Fiação e Tecelagem Manuel Ignácio Peixoto e Filhos. Hoje ele abriga o Instituto Francisca de Souza Peixoto, o “Chica”.

HOTEL CATAGUASES (DE 1.951)
A influência de Oscar Niemeyer, principalmente o traçado do Colégio Cataguases, se faz sentir nesse projeto do final dos anos 1940, realizado por Aldary Toledo. 
Novamente, vê-se aqui uma bela composição realizada a partir de soluções de grande simplicidade e despojamento. O mobiliário é de Joaquim Tenreiro, o paisagismo do Hotel é de Carlos Perry e, na entrada, um espelho d`água serve como pano de fundo para a escultura “Mulher”, de Jan Zach.
GRANDE HOTEL VILLAS (DE 1.893)
Projetado pelo engenheiro Guido Bergamini em 1893, o Grande Hotel Villas é outro integrante do complexo arquitetônico da Praça Governador Valadares, no entorno da Estação Ferroviária. Ele foi construído para sediar a matriz do Banco de Cataguases, a mando do coronel João Duarte Ferreira. Em 1895, João Duarte arrendou o prédio a José Villas Bouçada, que o transformou no Grande Hotel Villas.
HORTO FLORESTAL
O Horto Florestal possui uma área de 70 hectares de terra que se destinam ao cultivo de mudas de várias espécies como: Pau-Brasil, Pau-Ferro, Pinha, Pitanga, Pitomba, Romã, Sapucaia, Sete Casca, Sapoti, Tamarino e outros. Possui também mudas destinadas a arborização e ao paisagismo.
Existe no Horto Florestal uma diversidade enorme de animais como macacos, cachorros do mato, bichos preguiça, pássaros variados, entre outros. No horto, há ainda venda de mudas para jardinagem e arborização.
FEIRA DE ARTESANATO
A Feira de Artesanato é realizada aos sábados na Praça Rui Barbosa e aos domingos na praça Santa Rita. Com barracas padronizadas, os artesãos e fabricantes de doces e salgados caseiros, apresentam seus trabalhos para a comercialização. Os artesanatos são geralmente em madeira, sisal, tecidos, telas, bordados e tricô.Os doces em compotas, pedaços e caldas, são feitos com frutas da época, assim como os licores e os sucos.


BEM VINDO A CIDADE DE CATAGUASES. A PRINCESINHA DA ZONA DA MATA. UMA CIDADE DE CINEMA
imagem - ?
População estimada 2016 (1) - 74.609
Área da unidade territorial 2015 (km²) - 491,767
Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 141,85
Código do Município 3115300
Gentílico - cataguasense
ORIGEM DO NOME
Consta que o topônimo Cataguases foi adotado por sugestão do Coronel José Vieira. Filho do Major Joaquim Vieira e nascido numa fazenda banhada por um pequeno rio com aquele nome, situado no atual Município de Prado. Seu significado é segundo uns, "gente boa", segundo outros, "terra das lagoas tortas", ou, ainda, "povo que mora no país das matas”.
Gentílico: cataguasense
HISTÓRICO
A primitiva povoação de Meia Pataca, hoje cidade de Cataguases e sede do município do mesmo nome, foi fundada pelo francês Guido Tomaz Marlière em terreno doado pelo sargento das ordenanças, Henrique José de Azevedo e por outros moradores do sítio, conhecido, então, por Porto dos Diamantes.
O fato deu-se a 26 de maio de 1826, havendo no local 38 lares de brancos e várias aldeias de índios coroados, coropós e puris.
Sobre a denominação de "Porto dos Diamantes", a mais antiga, admite-se tenha ela vindo do fato de, em 1809 ou 1810, ali terem aportado muitas dignidades eclesiásticas, atraídas pela fama de ser abundante a produção de diamantes no local, fenômeno, aliás, não confirmado.
HOTEL
imagem - Luiz Fernando Leitão
CULTURA
Considerada como cidade histórica de Minas Gerais, Cataguases gravou seu nome no cinema brasileiro com Humberto Mauro, nos anos 1920, alcançou grande repercussão com a revista e o Movimento Verde.
Cataguases esteve à frente no Movimento Moderno de arquitetura na década de 1940, muito por incentivo de Francisco Inácio Peixoto e José Pacheco de Medeiros Filho, que levaram à cidade diversos arquitetos e artistas modernos para desenhar uma nova estética e consequente mentalidade para a cidade. Importantes nomes como Oscar Niemeyer, Cândido Portinari, Burle Marx, Joaquim Tenreiro, Djanira, José Pedrosa, Jan Zach, deixaram seus traços na cidade.
Diversos prédios modernos foram construídos na época e em 1995, o IPHAN decidiu pelo tombamento de uma poligonal no centro da cidade de aproximadamente 60 quadras face à importância de seu patrimônio arquitetônico.
SEDE DO PODER EXECUTIVO - PREFEITURA -
imagem - SG Trangel
HOSPITAL
imagem - SG Trangel
RIO POMBA
imagem - ?
IGREJA DE SÃO CRISTÓVÃO
imagem - SG Trangel
MATRIZ DE SANTA RITA DE CÁSSIA. LATERAL, MURAL, NA PRAÇA E INTERIOR
imagem - SG Trangel
imagem - Setigua
IGREJA DE SÃO SEBASTIÃO
imagem - SG Trangel
IGREJA DE NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO
imagem - SG Trangel
IGREJA DO SENHOR DO BONFIM. E NO CONTEXTO DA PRAÇA
imagem - SG Trangel
imagem - SG Trangel
IGREJA DE SÃO JOSÉ OPERÁRIO
imagem - SG Trangel
MOVIMENTO CULTURAL
Na década de 1960, contou com diversos movimentos culturais de vanguarda. Destacando-se o Centro de Arte de Cataguases (CAC), do qual participou Carlos Moura, Paulo Martins, Silvério Torres, Antônio Jaime Soares, entre outros. E o Centro de Arte Experimental de Cataguases (CAEC), além de um grupo de poesia liderado pelos irmãos Branco e por Ronaldo Werneck, do qual também participaram Lina Tâmega Del Peloso, Márcia Carrano, Sebastião Salgado, Arabella Amarante.
Destaque para a produção do filme "O anunciador, o homem das tormentas", de Paulo Martins, que teve início no final da década de 1960 e lançamento no início dos anos 70, vez que se trata de um dos pouquíssimos filmes underground feitos em todo o mundo.
AQUI A ANTIGA FIAÇÃO E TECELAGEM
imagem - SG Trangel
MONUMENTO
imagem - SG Trangel
MONUMENTO A JOSÉ INÁCIO PEIXOTO
imagem - SG Trangel
INSTITUTO DAS IRMÃS CARMELITAS
imagem - SG Trangel
CULTURA HOJE
Nos dias atuais, destacam-se os trabalhos do escritor Luiz Ruffato, vencedor do Prêmio Jabuti com "Eles Eram Muitos Cavalos", e também do artista plástico Luiz Lopez, com suas séries de obras sobre o tema "campo de futebol".
Destacam-se também as recentes aquisições escultóricas, com obras públicas de Amílcar de Castro e Sonia Ebling.
A cidade, que desde o início do século passado mantém acesa a chama literária, realiza desde 2009, o FELICA (Festival Literário de Cataguases) e que já é uma grande referência literária em toda Zona da Mata Mineira.
AQUI OUTRO MONUMENTO
imagem - SG Trangel
PONTE VELHA
imagem - Setigua
NOVA CATAGUASES
Atualmente, Cataguases mantém o o perfil de cidade do cinema realizando anualmente o Festival Ver e Fazer Filmes, que conta com a participação de produtores convidados de várias partes do país e até do exterior para a produção e exibição de curtas.
AQUI A BELÍSSIMA PRAÇA GOVERNADOR VALADARES
imagem - SG Trangel
imagem - SG Trangel
imagem - SG Trangel
imagem - SG Trangel
imagem - SG Trangel
MUSEU CHÁCARA
imagem - SG Trangel
imagem - Setigua
UMA VISÃO GERAL DA CIDADE
imagem - ?
imagem - Setigua
imagem - Setigua
imagem - ?
ESTA EH A BANDEIRA DA CIDADE DE CATAGUASES, MINAS GERAIS

VALEU PELA VISITA, SEMPRE VOLTE A NAVEGAR POR AQUI. ATÉ A PRÓXIMA.

fonte / fotos / Wikipédia / Thymonthy Becker / portal da prefeitura municipal de Cataguases / IBGE /


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MARECHAL DEODORO / ALAGOAS - A primeira capital de Alagoas, Patrimônio Histórico Nacional, numa simpática viela de colorido casario colonial, nasceu Marechal Deodoro da Fonseca

LINHA DO TEMPO DA CIDADE DE "MARECHAL DEODORO" / ALAGOAS / BRASIL
O centro histórico de Marechal Deodoro em Alagoas tem muitas construções antigas, mas nem tudo está preservado A primeira capital de Alagoas ganhou, em 2006, o título de Patrimônio Histórico Nacional. Reúne um conjunto de dez igrejas, a maioria em ruínas. Entre elas estão a Senhor do Bonfim (1755), no bairro de Taperaguá, a N.S. do Amparo (1757), na Rua Ladislau Neto, e o importante complexo (atualmente em restauração, fechado para visitas) onde ficam o Museu de Arte Sacra, o Convento de São Francisco e a Igreja de Santa Maria Madalena. A casa onde o Marechal Deodoro da Fonseca viveu até os 16 anos é um museu, na rua que leva o seu nome (uma simpática viela de colorido casario colonial). Você pode estacionar o carro ali e, com um guia do museu, conhecer os arredores. foto - ? População estimada 2016 (1) - 51.715
Área da unidade territorial 2015 (km²) - 332,140
Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 138,62
Código…

CARATINGA / CIDADE ESPERANÇA / TERRA DAS PALMEIRAS

SEJA SEMPRE BEM VINDO A CIDADE DE CARATINGA. A CIDADE DO MENINO MALUQUINHO
copyrigth "?" ORIGEM DO NOME
A denominação do município Caratinga, de origem indígena, (cará / tinga = branco) é devido à falta de alimentação diversificada, o que fazia com que os primeiros habitantes da região se alimentassem de um tubérculo muito encontrado na região na época do povoamento, um cará-branco que servia de alimento para os índios CARATINGA TEM ATUALMENTE, 85.322 HABITANTES. QUEM NASCE EM CARATINGA É: CARATINGUENSE. O IDH DO MUNICÍPIO É DE: 0,754 - CONSIDERADO MÉDIO PELOS INDICADORES DA ONU. A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 24 DE JUNHO. FOI FUNDADA EM 1848 EM CARATINGA, FORAM REALIZADOS EM 2010, 513 CASAMENTOS 056 SEPARAÇÕES 079 DIVÓRCIOS. HISTÓRIA
Em 1841 aportou por estas terras o grande desbravador Domingos Fernandes Lana, que aqui permaneceu até 1847.
No final desse ano, João Caetano do Nascimento, João Antônio de Oliveira e João José, bravos pioneiros, vieram de mudança, trazendo suas famílias,…

CORONEL FABRICIANO / CIDADE DA SERRA DOS COCAIS

BOM DIA. BEM VINDO A CORONEL FABRICIANO.
copyrigth "pmcf" CORONEL FABRICIANO TEM 103.797 HABITANTES. QUEM NASCE EM CORONEL FABRICIANO É: FABRICIANENSE. O IDH DO MUNICÍPIO É DE: 0,789 - CONSIDERADO MÉDIO PELOS INDICADORES DA ONU. A ÁREA DA CIDADE É DE APENAS 221 QUILÔMETROS QUADRADOS. DEVIDO A ISTO, A DENSIDADE DEMOGRÁFICA É ALTA. SÃO 470 HABITANTES POR QUILÔMETRO QUADRADO. Destemidos desbravadores, muitos dos quais heróis anônimos que arrostando o endêmico impaludismo, em meio selvagem e hostil, abriram picadões, rasgaram clareiras, mata virgem adentro sertões afora, para que a ferrovia Vitória a Minas pudesse estender as suas paralelas de aço em direção a Itabira, em demanda do riquíssimo minério de ferro do fabuloso Cauê, hoje fonte principal de uma das maiores divisas acarretadas para a Pátria Brasileira. Foi do arroio daqueles heróicos operários, que surgiu a atual cidade Coronel Fabriciano, que até o princípio de 1922 não passava de uma floresta virgem, não violada p…

QUARTEL GERAL / MINAS GERAIS - Paisagens naturais, Trilhas do Indaiá, Cachoeiras, esportes Radicais, Jipeiros, Construções Históricas. Aventure-se nesta jornada

LINHA DO TEMPO DE "QUARTEL GERAL" / MINAS GERAIS / BRASIL
Quartel Geral faz parte do circuito turístico caminhos do Indaiá. Quartel Geral uma cidade tão especial e peculiar para os mineiros. Eugênia, esposa de Tiradentes, depois de sua morte morou na cidade com seu filho em uma fazenda. A mineração dos diamantes também foi um ponto marcante para a criação do povoado e posteriormente, da cidade. São aspectos que permeiam a história de Quartel Geral e que somente entrando nas verdes matas para descobrir os caminhos do Indaiá, o Rio que atravessa vários municípios e que deu nome ao circuito turístico. Para quem gosta de esportes radicais, os trilheiros, jipeiros e de cachoeiras, Quartel Geral pode proporcionar muitas aventuras.
Academia da Saúde em Quartel Geral, Minas Gerais,  tem por objetivo manter a população saudável
foto - Câmara Municipal Conhecer Quartel Geral também é uma aventura por tudo que o município tem a oferecer com suas paisagens naturais. Aventure-se nessa jornada. Q…

VARZEA DA PALMA - NO CAMINHO DA BAHIA

BEM VINDO A CIDADE DE VARZEA DA PALMA. 
foto - Alonso Alves dos Reis Neto
VARZEA DA PALMA TEM 35.809 HABITANTES - IBGE 2010 -
QUEM NASCE EM VARZEA DA PALMA EH: VÁRZEA PALMENSE
A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 12 DE DEZEMBRO E FOI EMANCIPADA EM 1.953
ORIGEM DO NOME

PARACATU / MG

BEM VINDO A CIDADE DE PARACATU. CIDADE NATAL DE AFONSO ARINOS / RICA EM CULTURA E PATRIMÔNIO HISTÓRICO imagem - Revoredo
PARACATU TEM 84.718 HABITANTES - IBGE 2010 - QUEM NASCE EM PARACATU EH: PARACATUENSE A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 20 DE OUTUBRO E FOI FUNDADA EM 1.728 ORIGEM DO NOME "Paracatu" é um termo de origem tupi que significa "rio bom", através da junção dos termos "Pará" ("rio") e "Katu" ("bom") Paracatu pertence ao seleto grupo das dez cidades nacionalmente tombadas em Minas Gerais, o que a coloca no patamar de um dos municípios mineiros mais ricos culturalmente e patrimonialmente, sendo integrante também da Associação das Cidades Históricas de Minas Gerais. HISTÓRIA Não existe consenso entre os historiadores sobre a data efetiva em que foi descoberta e povoada a região de Paracatu. De qualquer forma, admite-se que o território paracatuense já era conhecido desde o final do século XVI pelos brancos, que vinham da Vila de Sã…

RIO GRANDE DO SUL / BRASIL - As lembranças, as emoções que ficam, as histórias para contar, os pequenos prazeres que só tem valor quando a gente vive o momento

LINHA DO TEMPO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL / BRASIL Como não se render à beleza e os encantos de cada pedacinho de chão desse Rio Grande do Sul? Alguns destinos onde a natureza encanta por sua serenidade, e se apresenta por trilhas ecológicas, belas cascatas, cachoeiras, grutas, cânions e montanhas. E assim nos recebe esse Rio Grande... Conversando com nossa gente, com um mate bem cevado às mãos e a tradição gaúcha no coração... Aventure-se! Existem várias formas de conhecer o Rio Grande do Sul. Você pode optar pela rota metropolitana, onde estão as principais cidades mais próximas de Porto Alegre, o Litoral, onde poderá conhecer as melhores praias, a Serra Gaúcha, um dos destinos mais procurados por turistas que visitam o Estado, e ainda a Rota Central e Interior, onde cidades atrativas esperam a sua visitação. Ser gaúcho é motivo de muito orgulho para cada um dos 10,5 milhões de habitantes do Rio Grande do Sul. Mais dia menos dia, mesmo quem não é nascido no estado, mas ali vive, co…

DIVINÓPOLIS / MINAS GERAIS - COM O 5º MELHOR IDH, 10ª MELHOR PARA INVESTIR E CONSIDERADA A METRÓPOLE DO FUTURO SEGUNDO A REVISTA "VEJA"

LINHA DO TEMPO DE DIVINÓPOLIS / MINAS GERAIS / BRASIL  HISTÓRIA Os índios que habitavam Divinópolis, mais de quatro mil, eram um povo pacífico. A Legião da Conquista (cerca de 1400 homens fortemente armados sob o comando do Mestre de Campo Inácio Correia de Pamplona), pelos idos de 1785, expulsou a comunidade indígena na região que partiu em direção à Floresta Amazônica (Alto Xingu). Segundo o pesquisador Flávio Flora, os índios que habitavam Divinópolis eram os índios da Nação Caipó, da tribo Candidés. Manoel Fernandes Teixeira marca sua chegada em 1684, as margens do rio Itapecerica, habitadas pelos índios Candidés, o começo da cidade. Conta – se que ele era de origem portuguesa. Mais tarde em 1770, quando se tornou próspero fazendeiro doou à Mitra Arquidiocesana de Mariana um terreno de “40 alqueires de terra e um lote de casas”, onde se construiu uma capela destinada ao Divino Espírito Santo e a São Francisco de Paula, iniciando o povoado do Divino Espírito Santo do Itapecerica. A cida…

GALILÉIA / CIDADE DAS MANGAS

BEM A CIDADE DE GALILÉIA. TERRA NATAL DE SÃO TOMÉ (HOMENAGEM) imagem - Lamarthine C. Ribeiro GALILEIA TEM 6.951 HABITANTES
QUEM NASCE EM GALILEIA EH: GALILEENSE
A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 27 DE DEZEMBRO E FOI EMANCIPADA EM 1.948

PIUMHI / CIDADE DAS MAIS BONITAS PRAÇAS DE MINAS

SEJA MUITO BEM VINDO A CIDADE DE PIUMHI. UMA DAS MAIORES PRODUTORAS DE CAFÉ E UMA DAS MAIS AGRADÁVEIS CIDADE DE SE ESTAR.
foto - Thymonthy Becker
PIUMHI TEM 31.883 HABITANTES (IBGE 2010)
QUEM NASCE EM PIUMHI EH: PIUIENSE (IBGE)
A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 20 DE JUNTO E FOI FUNDADA EM 1.868

UM MORADOR DA CIDADE COM QUEM ESTIVE QUANDO TIREI ESTAS FOTOS, DISSE QUE O NOME DA CIDADE VINHA DE UM MOSQUITO QUE ERA ABUNDANTE NA REGIÃO E OS ÍNDIOS LOCAIS O CHAMAVAM DE PIUM.
PERGUNTEI O MOTIVO DO "HI" NO FINAL DO NOME. ESTA PESSOA NÃO SOUBE EXPLICAR O PORQUE DO "HI" AO FINAL DE PIUM.
CONCLUI QUE PODERIA TER SIDO PELO FATO DOS GRANDES FAZENDEIROS IREM ATÉ A REGIÃO COMPRAREM TERRAS E AO DEPARAREM COM OS TAIS MOSQUITOS, ACONTECIA O SEGUINTE DIÁLOGO:
FAZENDEIRO: __EH PIUM?
VENDEDOR :  __ SIM.
FAZENDEIRO: HIIIIIIII. NÃO VAI DAR NEGÓCIO.
DAI O NOME FICOU "PIUM HI. BEM, ESTA EH MINHA VERSÃO.

AQUI PODEMOS VER UMA AVENIDA CENTRAL
foto - Thymonthy Becker
POR VOLTA DE 1707, FAMÍLIA…